BIOGRAFIA

RODOLFO SOUZA 

Nascido em 31 de dezembro de 1983, Rodolfo Souza viveu sua infância e início da adolescência entre as trilhas e montanhas da turística cidade paulista de Piracaia, localizada na Serra da Mantiqueira. Filho da talentosa fabricante de sapatos femininos Claudete Aparecida e do servidor público Gilmar Silva, Rodolfo viveu como filho único até os 17 anos de idade, quando sua mãe ficou grávida novamente. Em 2001 nascia então, João Gabriel, seu irmão caçula, sobre o qual exerceu grande influência na formação do caráter e se tornou um referencial do que significa ser bem sucedido. 

 

A mudança para Goiânia e o ingresso na PM

 

Em 1997, a família Souza Silva mudou-se para Goiás a fim de encontrar novas fontes de renda. Na época, Rodolfo tinha 16 anos e logo foi matriculado no Colégio Estadual Jardim Nova Era, onde concluiu o Ensino Fundamental. Entre 1999 e 2001 cursou Agrimensura na antiga Escola Técnica Federal de Goiás (hoje, IFG) e, dois anos mais tarde, ingressou na Polícia Militar do Estado de Goiás. O trabalho digno do jovem soldado lhe redeu mais de 50 elogios policiais, medalhas de destaque e promoção por ato de bravura. Isso porque, mesmo fora do horário de serviço, ele conseguiu capturar um cidadão infrator da lei, durante assalto a um estabelecimento comercial.  

 

Rodolfo Souza já completou 16 anos na corporação, sendo que, 10 deles foram dedicados ao Proerd – o Programa Educacional de Resistência às Drogas. O talento para o ensino foi sendo aperfeiçoado nesse período, onde ele pode formar mais de 10 mil crianças somente na capital do estado, especialmente na região Noroeste, parte da cidade extremamente necessitada de programas de prevenção. Como professor, Rodolfo pode marcar a vida de milhares de crianças, ensinando-lhes não só as terríveis consequências do uso de drogas, mas também, boas práticas para melhorar o mundo. 

 

À medida que as oportunidades foram surgindo, a perseverança do soldado foi sendo provada. Paralelamente as aulas do Proerd, Rodolfo foi aprovado no vestibular da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás, campus Goiás Velho. A distância não o desanimou e nem tampouco o fez desistir. Diariamente ele percorria de ônibus cerca de 280 quilômetros (ida e volta) para estudar e realizar mais um sonho. Chegava em casa já de madrugada e na manhã seguinte estava pronto para instruir menores no caminho da honestidade.  Em 2010, a recompensa veio, o almejado diploma em bacharel em Direito pela UFG. Antes disso, ele já havia cursado Gestão em Segurança Pública na UEG.

Educador, Entusiasta, Otimista

 

Em 2005, Rodolfo conheceu Juli Else, aquela que três anos mais tarde se tornaria sua esposa e companheira de vida. Com o apoio dela, Rodolfo iniciou suas atividades como professor de preparatórios para concurso, após ter sido convidado por alguns alunos para auxiliá-los no concurso da PM de Goiás, que estava por vir. Era o ano de 2011.

 

A partir daí, nunca mais parou. A habilidade para ensinar, encorajar e incentivar sonhos em centenas de alunos; a alegria, paixão, animação e interatividade em cada ministração de conteúdo e o uso estratégico das ferramentas digitais projetaram o professor para além do estado de Goiás. Hoje, ele é convidado por várias instituições brasileiras para gravar aulas em vídeo, um diferencial que ele também usa a favor de sua própria empresa.

 

Rodolfo Souza se tornou uma marca, um instituto, que já é responsável pela aprovação de milhares de  profissionais da segurança pública. Nas redes sociais, ele coleciona homenagens e mensagens de agradecimentos de pessoas que reconhecem a contribuição dele para o ensino em Goiás. 

 

Por fim, Rodolfo é fruto da união de seus pais, que em 2020 completam 40 anos de casados. Muitas crises, adversidades, julgamentos foram vividos juntos. Mas a conduta impecável do casal permaneceu intocada ante a precariedade dos valores desse tempo, e se transformou em um referencial. Criado de acordo com a doutrina cristã, Rodolfo entende que o verdadeiro sucesso está em fortes laços familiares na obediência naquilo que ele tem por confissão de fé.