Quer saber quais são os 10 maiores ERROS de um concurseiro?

Vida de concurseiro não é fácil: além de todo esforço que precisa ser feito, há todo um trabalho de tentativa e erros que devem ser evitados. Errar na hora de se preparar ou na hora de realizar as provas é comum, mas é estratégico saber quais são os principais erros dos candidatos para fazer bonito e deixar a concorrência para trás.


10 MAIORES ERROS:


Não ler o EDITAL


É a partir do edital que todo o seu planejamento deve ser traçado com a definição, por exemplo, de quais matérias priorizar, quantas horas estudar de cada disciplina... Inúmeros candidatos vão fazer a prova e sequer sabem a cor da caneta que deverá utilizar, quais documentos deverá levar, qual é o estilo da redação, qual o peso de cada questão na prova, quais são as demais etapas do concurso e se se enquadra nos requisitos, se uma questão certa anula uma errada, qual a formação exigida, dentre outros.

Por isso, o edital deve ser interpretado minuciosamente! Há muitos detalhes que fazem toda a diferença na hora da prova!




2º Não resolver questões de provas anteriores


Ao resolver exercícios de concursos passados, você passa a compreender a estrutura das questões desenvolvidas para o concurso e o nível de detalhamento exigido. Isso te proporciona mais embasamento sobre a banca que irá preparar o concurso. Grande parte dos erros que ocorrem durante as provas de concursos se deve pelo fato do candidato não saber ler e interpretar enunciados e as alternativas das questões. Muitos alegam a falta de tempo de impedir a leitura adequada da questão; outros acreditam ser ótimos de interpretação de texto e negligenciam a leitura adequada dos enunciados das questões. Saber o que a banca quer é essencial. Ademais os exercícios são uma ótima maneira de saber em qual parte da matéria está a sua deficiência. Sai na frente quem muito pratica!




3º Não conhecer a banca organizadora


A banca organizadora é a empresa responsável pela organização de todas as etapas do concurso público, incluindo a divulgação dos resultados. Algumas são muito conhecidas, como por exemplo: FGV, Cespe/ cebraspe, VUNESP, IADES, entre outras. Quando o candidato busca conhecer a banca organizadora com antecedência evita vários erros. Isso porque cada entidade organizadora tem um perfil na hora de criar o edital, de desenvolver as avaliações e de pontuar as questões. É um erro primário achar que todas as bancas são iguais.




4º Não treinar para o TAF com antecedência


Assim como o candidato precisa se dedicar com antecedência à prova de múltipla escolha ou discursiva, o mesmo deve ser aplicado ao teste físico. O erro reside em subestimá-lo ou não ter confiança o suficiente para se preparar mesmo sem saber o resultado da prova objetiva.

Afinal, o intervalo entre ambos os processos é de geralmente 5 ou 6 semanas. Isso é muito pouco se formos levar em consideração o tempo para garantir um bom condicionamento físico, hábitos alimentares saudáveis e constantes práticas de exercícios.




5º Não montar um planejamento de estudos


O plano de estudos para concursos é uma ferramenta organizacional que consiste em um calendário ou agenda programada de estudos. Nela, você insere, em uma sequência lógica, precisa e baseada em sua rotina, as matérias que precisa estudar.

Essa ferramenta permite ao concurseiro determinar quais as suas prioridades de estudo, quando e por quanto tempo precisa se dedicar para alcançar um bom desempenho na prova e, assim, não deixar nenhum conteúdo de fora.

Ao elaborar o plano de estudos, é muito importante que os candidatos segmentem as disciplinas a fim de melhor visualizar os conteúdos, dias e horários que devem focar nos estudos.




6º Não saber administrar o seu tempo


Nem só de estudar vive o candidato a concurso público. Ele tem responsabilidades com o trabalho, família, necessidades fisiológicas, dentre outras. Mas para se alcançar os seus objetivos de forma clara e organizada, o candidato deve estabelecer uma gestão de tempo. Adotar tal medida nos estudos (e na vida pessoal ou profissional) traz grandes benefícios. Dentre eles, estão:

• Pontualidade e disciplina;

• Resultados efetivos;

• Confiança para o dia a dia;

• Alcance de metas de forma mais rápida e consistente;

• Maior produtividade;

• Menos riscos de imprevistos;

• Redução de estresse e ansiedade.


Ademais, com uma gestão bem planejada, você ainda consegue arrumar tempo para lazer e atividades prazerosas, sem contar com um maior autoconhecimento acerca do seu tempo e do seu desempenho.




7º Não ler a lei seca


Provas objetivas para concursos públicos exigem, em grande parte de suas questões, o conhecimento da letra da lei. Em algumas provas, a cobrança da literalidade dos dispositivos ultrapassa 70% das questões (no caso de algumas bancas, o percentual é ainda maior).

Diante disso, é de grande importância que você tenha um vade mecum direcionado para o seu concurso e reserve parte do seu tempo para a leitura dos dispositivos legais.




8º Não abordar todas as matérias


Muitos candidatos tem aquelas matérias favoritas e acabam separando mais tempo para ler. Isso é um tiro no pé pois os candidatos que realmente estão concorrendo às vagas estudam todo o conteúdo. E não tem este papo de “já sei mais ou menos a matéria, então, não preciso revê-la”. Se está no edital, será cobrado. E se não estudar todo o conteúdo pode ser que não acerte todas as questões – e cada questão conta muito para quem quer ser aprovado.



Não fazer revisões


o processo de revisar ajuda a fixar o conteúdo que foi estudado. Isso acontece porque a repetição leva à absorção do máximo de conteúdo possível. Quando não se estimula o cérebro, é natural que aquilo que foi estudado seja esquecido.




10º “Treine enquanto eles dormem estude enquanto eles se divertem?”


Muitos concurseiros não sabem lidar bem com as suas próprias necessidades. Muitas vezes o candidato tem todo o potencial para passar, mas passa horas sem dormir, não faz refeições regulares e saudáveis, evita qualquer tipo de lazer e por aí vai. Você tem necessidades e elas não irão sumir durante o processo de preparação e estudos. Respeite-as! Seu corpo é uma máquina, que precisa de “manutenção” para que possa funcionar bem. Nesse sentido, o lazer e o contato com a família é de suma importância para a manutenção da saúde e para a obtenção da tão desejada aprovação.

173 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo